sábado, 15 de agosto de 2009

Woodstock: “Três dias de paz e música”.


Com esse slogan, quatro jovens planejaram e realizaram um dos maiores eventos culturais de todos os tempos. Houve muitas criticas e o evento chocou a sociedade hipócrita e conservadora do final da década de 60, mas acabou sendo um marco no tempo e abriu caminhos para a liberdade que todos nós temos hoje.
Hoje, 15 de agosto de 2009, completa 40 anos deste evento, onde 500 mil pessoas se reuniram durante três dias na pequena cidade agrícola de Bethel, nos Estados Unidos, para ouvir música, consumir drogas e celebrar a cultura de “paz e amor” da época mais hippie da história o Woodstock permanece um evento impossível de ser recriado.
Marcaram presença icones como: Jimmy Hendrix, Janis Joplin, Santana, Sly & the Family Stone, The Who, entre outros.
Muitos caminhos foram abertos com os ideais desta juventude, mas infelizmente, as gerações que se seguiram deixaram a essência da liberdade de expressão se perder em um consumismo exacerbado, vítimas do capitalismo.
O Festival de Woodstock aplaudiu a beleza interior de cada um, com uma trilha sonora de arrepiar que jamais conseguiu ser reunida novamente.

2 comentários:

Flávio disse...

É uma pena que ideais tão bonitos tenham sido abandonados... o mundo poderia ser bem melhor se não houvesse (como a professora disse) esse apelo exacerbado do capitalismo, que corrói a sociedade em volta do dinheiro, que ao invés de libertar as pessoas, as prende em um círculo viciante em busca de altos lucros. Somos presos pela sociedade, e uma das maneiras (bem sucedidas, se não houvesse intervenção...) de se "libertar" desse cárcere "lucroso" (desculpe o termo, mas é para enfatizar a podridão de nosso sistema) foi esse grandioso festival, que deveria se repetir, pois a música liberta a alma e ameniza as dores... A sociedade em busca da sobrevivência, numa corrida quase selvagem pelo dinheiro, se esquece de valores mais belos, que demonstram que no ser humano existe um mínimo de humanidade...

Ygor Moretti Fiorante disse...

Lamento os dors naum terem participado do evento, minha banda favorita, mas pelas lambanças q faziam na epoca foram excluidos, uma pena.