quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Ser Professora


Profissão por escolha ou por acaso?

Tenho visto ultimamente uma propaganda governamental para motivar pessoas a serem professores, onde noto claramente uma preocupação com a falta de pessoas interessadas nesta profissão. Fiquei pensando: Como cheguei a ser professora. Por vocação ou por acaso?
Comigo foi por acaso. Minha mãe inscreveu-me para o vestibular do curso de Letras, (e nem me perguntou se eu queria) porque só havia uma faculdade na minha região. Ou fazia o vestibular para letras, ciências, geografia ou pedagogia. Acho que ela já sabia que eu iria me dar melhor em Letras porque já lia muito. Quando fiquei sabendo, briguei esperneei, mas fiz o vestibular. Passei, fiz o curso sem achar que era uma grande coisa. Isto é, nada me chamou a atenção. Quando terminei uma amiga me convidou para fazer inscrição para um concurso que abrira para o ensino primário público estadual. Fiz só para ver se me saia bem. Passei, mas não queria trabalhar. Vai a minha amiga Teresa Marson, e compra a passagem para Curitiba para a escolha de vagas. Briguei e esperneei novamente, mas fui ( acho que era meu destino, afinal). Assumi o ensino primário por 10 anos, com muito esforço, pois não foi minha melhor fase no magistério. Quando fiz transposição para o ensino médio, vi que ali estaria minha realização. Hoje amo o que faço e sei que tenho o perfil da profissão.

2 comentários:

Pedro Henrique disse...

Já disse aqui que gostaria de ser teu aluno né?

Parabéns por ser uma educadora nesses dias de hoje!

Nidi / Nani disse...

Parabéns professora!! Pelo blog e pelo recente dia dos profs.. Também fico observando o MEC "desesperado", apelando em publicidade.. triste, ms enquanto a profissão for encarada ou vista como sacerdócio, dificilmente terão profs por vocação..

um abraço.. visito sempre q posso..