sábado, 26 de setembro de 2009

Traduzir-se

Realmente, Ferreira Gullar, como imortal que é, foi brilhante ao fazer esse belo poema. E Fagner, também brilhante em musicá-lo, tão perfeitamente. Adriana mostrou com sua performance uma perfeição de interpretação. Traduzir-se é sublime, não é fácil ...
É para poucos. Adriana traduz o "traduzir-se", divinamente!!!

2 comentários:

Profe Suely disse...

Oi, Mirim!

Puro êxtase...

Obrigada por partilhar...

Abraços!

Ygor Moretti Fiorante disse...

Olá Miriam, então gosteri bastante da adptação de budapeste, o livro é excelente, e fizeram umm bom trabalho também com o filme, vale a pena!.
bjs