sábado, 18 de abril de 2009

18 de abril: Dia de Monteiro Lobato


Vendo no blog da minha amiga Suely do , UFFA! Bloguei! , senti vontade de comentar como me tornei leitora:

Meu pai foi um homem que possuia uma enorme bilblioteca e quando fomos ficando em idade de ler, comprava-nos uma imensidão de livros infantis. Depois já grandinhas, com 10 ou 11 anos apresentou-nos uma enorme coleção cor de vinho, em capa dura, de Monteiro Lobato com 22 volumes. Nossas férias eram sempre em torno destes livros, que líamos e relíamos, mas o nosso preferido mesmo era "Reinações de Narizinho".

Depois que ele morreu, minha mãe sorteou cada coleção entre nós ( três irmãs) e a coleção tão lida, ficou com minha irmã do meio (Yara).

Fiquei muito triste por não ter ficado com a coleção infantil de Monteiro Lobato, acabei ficando com a coleção adulta dele, embora tenha ficado com muitas outras coleções maravilhosas. Sempre falo para os meus alunos que pertenço a geração lobatiana, pois foi por causa destes livros que hoje sou uma professora de literatura.

Atualmente, ainda gosto muito dos livros dele. Um dos que mais me impressiona é o conto Urupês, que estou trabalhando nos terceiros anos. Gosto muito também dos contos "Negrinha" e "Colcha de Retalhos". Para quem também aprecia Monteiro Lobato, aí esta um conto completo.
Conto "Negrinha" .

3 comentários:

Suely disse...

Oi, Miriam!!!

O verdadeiro Lobato só apareceu na minha vida na adolescência!!!
Peguei o livro emprestado na casa de uma amiga, há mais de trinta anos, "Reinações", e até hoje ele está comigo!!!
A amiga não vi mais, foi morar em outra cidade... permaneceu o vínculo...

Hoje, meu filho de nove anos e eu lemos Lobato... e nos (re)encantamos...
O brilho nos olhos, o riso frouxo, o silêncio... emoções que o texto nos proporciona!!!

Também adoro "Negrinha"!!! E sempre leio com @s alun@s!!!

Aliás essas leituras partilhadas - com filhos, com alun@s - são o que há de melhor em ser professora de literatura... redizendo: ser professora de literatura é partilhar o encantamento do texto...

Abraços!!!

EVELIZE SALGADO disse...

Miriam, conheci teu blog através do comentário que deixaste no blog da Suely e adorei. Vocês estão me trazendo de volta os dois anos em que estou fora das salas de aula.
Vou estar por aqui de vez em quando, espiando.....
Bjinhossssssssss

Pedro Henrique disse...

"Um país se constrói com homens e livros".