terça-feira, 1 de julho de 2008

NÃO BEBA NADA


O conar, órgão máximo do mercado publicitário faz uma advertência sobre as propagandas de bebidas, "Beba com moderação". Afirmam que devem utilizar:" O mais saudável é não beber nada".
Hoje, recebi a revista ISTO É com a reportagem de capa BEBER E DIRIGIR, com uma imagem bem elucidativa: Um mulher algemada e ao mesmo tempo segurando uma taça de bebida alcoólica.
É a tolerância zero, com o objetivo de diminuir o alto índice de acidentes com mortes envolvendo motoristas embriagados e geralmente jovens. Claro que sabemos que esta realidade deve mudar. Na reportagem da revista, podemos observar que foi divulgada uma pesquisa feita pela Universidade Federal de São Paulo, que analisou o comportamento de 6.356 motoristas durante dois anos em cinco cidades e mostra dados alarmantes. Dos que concordaram em se submeter ao bafômetro (75% dos entrevistados ), 19% estavam com nível de álcool no sangue superiores a 0,6 g/l. Números, em média, seis vezes mais elevados que as pesquisas feitas em países desenvolvidos. E são os jovens as vítimas de acidentes de trânsito.
Esta nova lei está longe de ter a unanimidade da população. Muitos discordam afirmando que é uma lei para primeiro mundo, onde há bons transportes públicos e que no Brasil nem pode-se cogitar uma pessoa andar a pé palas ruas, à noite pelas grandes cidades. Sabemos que algumas medidas precisam ser tomadas para que esta lei funcione. A política de tolerância zero para o álcool implica em uma mudança de hábitos. Os bares e restaurantes precisam achar soluções criativas para driblar esta situação, mas por outro lado os taxistas devem estar bem felizes, pois se a turma da bebedeira não eleger um motorista para ser o piloto da noite só restará largar o carro e pegar um táxi.
Assista o comercial de divulgação contra beber e dirigir da Irlanda e sinta os efeitos e as conseqüências deste ato impensado:

4 comentários:

Jacques disse...

Miriam, o governo lançou mão desta Lei, mas falta muita regulamentação sobre. Um exemplo são os postos dentro da cidade que não podem ser fiscalizados, por estarem em perímetro urbano, o que já não ocorrem com aquels de estrada. MAs é uma ótima medida, independentemente das falhas. Abcs

Rodrigo Azevedo disse...

Miriam, sou a favor da nova lei. Espero ao menos que as autoridades sigam o projeto. E que apliquem o apliquem corretamente. Tá na hora de conscientizar esse povo todo. Bjo.

Rodrigo Fernandes disse...

Alcool é uam droga como outra qualquer.. e as vezes até pior do que as tais 'proibidas' quando vemos acidentes de transito tão graves e absurdos por aí... até mesmo os problemas de saude de quem toma...
O problema é que é uma droga legalizada e cada vez mais 'vendida' como a solução para os problemas do dia-a-dia.
O governo pode ter feito algo excelente com essa medida, mas ainda se mostra totalmente omisso e medroso diante das pressões impostas por sindicatos e das Ambevs da vida...
São milhares de pessoas morrendo estupidamente... essa lei já era para ter sido colocada em pratica há muito tempo nesse país, agora é esperar para que seja cumprida.
Só mesmo sentido no bolso com multas altas e prisão apra que o povo comece a se conscientizar desse mal em misturar bebida e o volante. o problmea nãoe stá na discussãod e vender ou não bebida em beira de rodovia... isso é uma grande besteira, tem sim é que mudar o comportamento desse povo!
Já tinha visto um comercial parecidoa esse e bem forte- acho que deve ser do mesmo país - onde mostra um casal apaixonado e o garoto está sentado na beira de um muro e um carro desgovernado o atinge...
Forte, mas necessário!
Beijos, Miriam!!!!

Miriam disse...

Jacques, sei que ainda muita coisa precisa ser regulamentada, mas já é um começo.
Rodrigo Azevedo: Também concordo que já vei tarde, pois muitas vidas já se perderam.
Rodrigo Fernandes: Fiz um post com o comercial que você menciona, é muito chocante mesmo.
Beijos.