terça-feira, 27 de maio de 2008

José Saramago em seu refúgio: uma ilha no continente africano

José Saramago, o maior escritor da língua portuguesa ainda vivo, há 14 anos vive num auto-imposto isolamento num arquipélago diante da costa da África, de onde lança sua voz crítica a sociedades, governos e governantes. Saramago também foi o primeiro - e, até agora, único - escritor da língua portuguesa a ganhar o Prêmio Nobel de Literatura, em 1998. Conhecido pelo seu ateísmo, é membro do Partido Comunista Português e foi diretor do Diário de Notícias. Casado com a espanhola Pilar del Río, Saramago vive atualmente em Lanzarote, nas Ilhas Canárias.
Confira a primeira parte da reportagem especial feita pelo repórter Edney Silvestre, no Jornal da Globo, onde Saramago fala não só de política, mas também de sua vida, sua infância e sua literatura.Parte 1



Parte 2
Na segunda parte da entrevista a Edney Silvestre nas Ilhas Canárias, o escritor revela não ter medo de morrer, mas cita a avó ao falar sobre ter pena por deixar um mundo que considera 'tão bonito'. E também fala do governo Lula, de terrorismo, e de sua reação ao saber que ganhou o maior prêmio literário do planeta.

3 comentários:

Pedro Henrique disse...

Linda foto, Miriam. Quero muito ler Ensaio Sobre a Cegueira, preferencialmente antes do lançamento do filme do Meirelles. O Saramago é excelente.

Beijos.

Rodrigo Fernandes disse...

tinha visto o video da reação dele qdo viu o "blindess" e demonstra o quanto ele é exigente com suas obras, mas ao mesmo tempo humano e sensivel.. tanto que suas habildiades na escritura vão além de simples palavras...
incrivel.. parece que ele está num de seus livros... vivendo em um lugar afastadod e todos, mas ainda influenciando na vida de todos nós...
beijos, Miriam!!!

flaviokenna disse...

Gostaria muito de conseguir um contato do José Saramago. Estou adaptando uma de suas obras para o teatro.
Flávio Kenna (Dramaturgo)
E-mail: flaviokenna@yahoo.com.br