segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

Você é cortês?


Assisti hoje ao programa da Oprah e fiquei muito intrigada com o tema escolhido. Nesta vida agitada que estamos levando atualmente nem nos damos conta se somos ou não grosseiros. A maioria das pessoas responderiam que não o são. Mas, depois de respondermos a nós mesmo a um teste em que foi apresentado no programa ficamos estupefatos, porque vemos que respondemos sim para a maioria delas.
Citarei algumas das perguntas que o programa fez com a platéia:
1-Você atrasa constantemente?
2-Você interromperia uma conversa cara a cara para atender o celular se não fosse importante?
3-Você já roubou a vaga de alguém porque conseguiu estacionar primeiro?
4-Você já passou no caixa rápido com mais de 10 itens?
5- Recolhe as fezes do seu cachorro?
6-Você já fofocou?
7-Você já roubou a comida de alguém na geladeira do trabalho?
8-Você já atendeu ao telefone e digitou um e-mail ao mesmo tempo?
E daí? Como você se sentiu?
Entrar na frente de alguém em um banco e segurar a porta, ajudar alguém a recolher uns papéis, se caírem no chão; são pequenos gestos que demonstram se a pessoa é cortês ou não, elas revelam-se naquilo que fazem cotidianamente.
Dar passagem para alguém atravessar a rua, esperar o vizinho chegar para subir no mesmo elevador, ajudar uma senhora a carregar os pacotes, enfim, ser humano e parceiro nesse mundo agitado.Porque esse mundo anda precisando muito de cordialidade.
Sinto que às vezes as pessoas pensam que ser cordial é ser fraco. Fingem sizudez e mau-humor para não parecerem frágeis. Mas o interessante é que no final do programa chega-se a uma conclusão incrível. Pesquisas apontam que se nós vivermos sisudos, sempre reclamando e maltratando os outros vamos perdendo a imunidade à doenças. Achei que é um bom argumento para sermos gentis com as pessoas que convivemos.

Obrigada...

3 comentários:

Kenia disse...

ola! eu faço de tudo pare ser... mas nem sempre dá... é dificil demais

Fátima Campilho disse...

Sou, quando estou ligada!
Li a análise semiótica de Tragédia Brasileira de Manuel Bandeira. Espetacular!
Do Umberto Eco tenho lido Seis Passeios pelos Bosques da Ficção.
Sou das que falam o que pensam, mas pouco escrevem.
Abraços.

Paulo Surikate disse...

Poh massa o raciocinio...
realmete eh algo a se pensar!!!